Ataques terroristas islâmicos impedidos na Áustria; provável emprego de material radioativo e população civil como alvo principal

Einsatzkommando Cobra – EKO Cobra. Imagem ilustrativa via Austrian police (Gendarmerieeinsatzkommando)

Três homens de origem chechena e outros de origem árabe, ainda não exclarecida, todos com provàvel ligação com o Estado Islâmico, planejavam ataques terroristas para atingir vários lugares simbólicos de Viena, mas também potencialmente da França ou da Alemanha durante essa semana de véspera de Natal. Entre os alvos, a prioridade seria os conhecidos “marchés de noel” (feirinhas de natal), muito populares por toda a Europa.

A Polícia Austríaca em Viena evitou um sangrento dezembro. De fato, as autoridades austríacas frustraram vários planos de ataques na capital, relata Ouest-França em particular . Os terroristas queriam atingir vários pontos simbólicos na cidade entre o Natal e o dia de ano novo.

Dizem que os três homens envolvidos no caso são de origem chechena. O líder deles, 24 anos, foi influenciado pelo ISIS. Ele estava na prisão após duas tentativas de chegar à Síria e se comunicou com seus dois cúmplices por telefone, violando as regras da prisão. Os dois últimos, com idades entre 25 e 31 anos, foram presos no fim de semana passado. O pequeno grupo terrorista queria atacar o mercado de Natal em frente à Catedral de Santo Estêvão, no centro de Viena.

https://www.europol.europa.eu/newsroom/news/crime-group-suspected-of-smuggling-nuclear-materials-arrested-in-vienna

A maior apreensão sobre o fato é que os terroristas foram presos graças à investigações que os ligavam à outro caso gravìssimo ocorrido em 6 de dezembro, que levou à prisão de um grupo também na Áustria, que arquitetava o contrabando de material radioativo de origem hospitalar para outro grupo de jihadistas no Oriente Médio.

A polícia austríaca, juntamente com a Inspeção Geral de Polícia da República da Moldávia (Inspeção Nacional de Investigação) coordenada e apoiada pela Europol, investigaram e prenderam em conjunto um grupo de crime organizado suspeito de contrabandear materiais nucleares.

A cooperação, que incluía medidas de investigação transnacionais, teve como alvo um grupo de criminosos quando eles tentaram vender contêineres nucleares que supostamente continham material radiológico para um exército por 3 milhões de euros.

A prisão desse grupo de jihadistas tchetchenos e arabes ocorre apenas uma semana depois de um outro mega atentado foi evitado na Dinamarca, e que visava atingir instalações energéticas e a população civil até mesmo em escolas e hospitais.

  • Com informações Europol e Osterreich National Police via redação Orbis Defense Europe.


Be the first to comment on "Ataques terroristas islâmicos impedidos na Áustria; provável emprego de material radioativo e população civil como alvo principal"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*