Banda Sinfônica do Corpo de Fuzileiros Navais faz sucesso em apresentação ao vivo

Prints via redação Orbis Defense Europe.

Em homenagem aos 155 anos da Batalha Naval do Riachuelo, a Banda Sinfônica do Corpo de Fuzileiros Navais e o Fuzibossa apresentaram um concerto especial, na Ilha Fiscal, um dos cartões postais da cidade do Rio de Janeiro, que foi transmitida pelo perfil da Marinha do Brasil no Youtube nesse dia 11 às 19h.

A apresentação ao vivo foi um grande sucesso, contou com a participação do Comandante da Marinha do Brasil, o Almirante de Esquadra ILQUES Barbosa Junior e também personalidades da musica brasileira como o Maestro Isaac Karabtchevsky, o musico Kiko Zambianqui e o cantor sertanejo Daniel, e, chegou a ter aproximadamente mais de 130 mil espectadores. Estima-se que essa quantidade cresça muito mais com as visualizações posteriores no decorrer dos dias. chegou a ter aproximadamente mais de 130 mil espectadores, e, estima-se que essa quantidade cresça muito mais com as visualizações posteriores no decorrer dos dias.

Uma das maiores Bandas Marciais do mundo, a BM CFN, é composta por 150 militares com brilhantes performances. Banda Mundialmente conhecida, é considerada uma das maiores e melhores bandas marciais do mundo.

Suas apresentações são marcadas por uma mistura equilibrada de músicas populares e eruditas, instrumentais e cantadas. A Banda Sinfônica foi criada na década de 70 e pertence à Companhia de Bandas do Batalhão Naval, situado à Fortaleza de São José da Ilha das Cobras, Rio de Janeiro-RJ.

Link para a apresentação:

Um pouco de história

No dia 7 de março de 1808, aportavam ao Rio de Janeiro os navios que traziam a Família Real e a Corte portuguesa.
A Brigada Real da Marinha, origem dos atuais Fuzileiros Navais, acompanhava a Corte e, ao desembarcar realizou um desfile tendo à frente suas Bandas de Música e Marcial, trajando uniformes vistosos e executando dobrados vibrantes.

A população aplaudiu encantada, confirmando, certa feita, as palavras de Napoleão Bonaparte: “Coloque uma banda na rua e o povo a seguirá, para a festa ou para a guerra!”.

Nossa história registra a continuada presença de Fuzileiros Navais, de reconhecida expressão no cenário musical brasileiro e internacional, como o professor e Maestro Oswaldo Passos Cabral, autor do Poema Sinfônico Riachuelo, que retrata as glórias da Marinha do Brasil naquela Batalha Naval; o Maestro Eleazar de Carvalho, o qual atuou longamente como Regente Titular da Orquestra Sinfônica Brasileira, no Rio de Janeiro, Diretor Artístico e Regente da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e Diretor Musical da Orquestra Sinfônica de Saint Louis/EUA; e o Maestro Florentino Dias, fundador e atual Regente da Orquestra Filarmônica da Cidade do Rio de Janeiro.

Nossas Bandas tiveram, ainda, como professor e Regente, o Maestro Francisco Braga, autor da Música do Hino à Bandeira e Patrono das Bandas de Música da Marinha do Brasil.

As apresentações já se estenderam em diversos países, como por exemplo a participação nas comemorações dos 60 anos de Independência de Israel, em 2008.

No Brasil, ocorrem notoriamente em várias capitais. Dessa forma, a boa música é difundida positivamente para o país, alcança diversas classes sociais, incentiva um maior sinergismo cultural e enaltece, ainda mais, o nome do Corpo de Fuzileiros Navais e da Marinha do Brasil.

Abaixo, um dos sucessos mundiais da BM CFN:

  • Com informações do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil e captura de imagens via redação Orbis Defense Europe.




Be the first to comment on "Banda Sinfônica do Corpo de Fuzileiros Navais faz sucesso em apresentação ao vivo"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*