Colisão entre helicópteros mata 13 militares no Mali

'Eurocopter EC665 Tigre semelhante ao acidentado. Imagem ilustrativa.

Nessa terça dia 26, foi confirmada pelo Ministére des Armées da França, uma colisão em voo de dois helicópteros militares, que estão integrados no contingente das forças francesas estacionadas no Mali, país da África Ocidental. O acidente causou a morte de 13 militares, todos franceses, que regressavam de uma operação contra grupos extremistas islâmicos do Boko Haran. As causas do acidente ainda estão sob investigação das autoridades militares competentes.

O acidente em fato, aconteceu na tarde da segunda-feira, dia 25 de novembro. O Ministére des Armées divulgou um comunicado em que confirma a morte de seis oficiais superiores, seis oficiais subalternos e um sargento das Forças Armadas, que seguiam nos dois helicópteros, que estavam envolvidos numa operação de combate contra jihadistas, no sul do Mali, próximo da fronteira com o Burkina Faso e o Níger. Entre as vítimas encontram-se militares da Força Aérea, pilotos e tripulantes técnicos, e do Exército, que tinham participado na operação no terreno. Os aparelhos acidentados são um Eurocpter “Tigre”, tripulado por dois pilotos, e um “Cougar”’, onde seguiam os outros 11 militares.

Os militares falecidos integravam o contingente militar francês, composto por cerca de 4.500 efetivos, que a França lançou em 2013, em apoio à defesa do território do Mali, ameaçado por grupos extremistas, nomeadamente no norte e centro deste país africano.

Este acidente eleva para 38 o número de soldados franceses mortos no Mali desde o início da intervenção francesa. Desde há 34 anos que as Forças Armadas Francesas não tinham um desastre tão mortífero. Em 1983 morreram 58 paraquedistas no Líbano.

O Sahel é uma faixa de terreno entre o deserto do Saara, no norte de África, e a savana do Sudão, a sul. Está compreendida entre o Oceano Atlântico, a oeste, e o Mar Vermelho, a este, com cerca de 5.400 quilómetros de extensão e uma largura que vai de 500 a 700 quilómetros.

Além do contingente francês está estacionada no Mali uma força militar das Nações Unidas, com cerca de 15.000 militares de vários países, que conta com a participação de militares dos Estados Unidos da América, que estão construindo uma grande base aérea para em breve, possivelmente, assumir parte das operações de combate contra os diversos grupos de insurgência do terrorismo islâmico na região, que incentiva rebeliões civis e efetua ataques terroristas que causaram a morte de centenas de milhares de africanos inocentes.

  • Com informações do Ministére des Armées via redação Orbis Defense Europe.


Be the first to comment on "Colisão entre helicópteros mata 13 militares no Mali"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*