Forças russas na Síria repelem grande série de ataques de militantes apoiados pela Turquia em Idlib

Forças russas na Siria. Imagem ilustrativa via Russian MoD.

O Centro de Reconciliação da Rússia na Síria confirmou no dia 28 de dezembro que o Exército Árabe da Síria (AEA) repeliu dois ataques terrestres a suas posições recém-estabelecidas no sudeste de Idlib.

Os ataques, que atingiram as cidades de Jarjanaz e al-Tuh, foram realizados por uma coalizão de Hay’at Tahrir al-Sham (HTS), grupos da al-Qaeda e facções apoiadas pela Turquia.

Entre as 13:00 e as 14:30, horário local de 28 de dezembro de 2019, militantes do grupo terrorista Hay’at Tahrir al-Sham, apoiados por membros da oposição armada do Exército Nacional Sírio, tentaram dois ataques a posições mantidas por tropas do governo perto da cidade de Jarjanaz, na província de Idlib …

Cada um dos ataques envolveu até 150 militantes, apoiados por cinco ou seis caminhonetes com armamento pesado montado nelas, informou a agência de notícias TASS russa, citando como fonte o major-general Yuri Borenkov, chefe de o Centro Russo de Reconciliação das Partes Opostas na Síria.

O comandante russo revelou que o SAA matou pelo menos 80 dos atacantes e destruiu duas caminhonetes sem sofrer vítimas.

Fontes pró-governo revelaram que dois artefatos explosivos improvisados ​​em veículos suicidas (SVBIEDs ou carros-bomba) também foram destruídos pelo exército.

Esses ataques fracassados ​​refletem o desespero de HTS e aliados. Os grupos terroristas perderam cerca de 40 cidades no sudeste de Idlib para o SAA nas últimas duas semanas.

Ataque de militantes contra o Exército Sírio no sudeste de Idlib foi um fracasso!

O Exército Árabe Sírio (AEA) repeliu um ataque em larga escala, lançado por Hay’at Tahrir al-Sham (HTS), grupos da Al Qaeda e facções apoiadas pela Turquia desde 28 de dezembro à tarde.

O ataque, que atingiu as cidades de Jarjanaz e al-Tah, no sudeste de Idlib, se transformou em um grande fracasso, segundo fontes pró-governo.

Na tentativa de esconder seu fracasso, o HTS e seus aliados disseram que o ataque foi “um grande ataque”, alegando que dezenas de militares sírios foram mortos ou feridos. Essas alegações foram negadas por fontes pró-governo, que enfatizaram que o SAA não sofreu perdas sérias.

O HTS e seus aliados tentaram tirar proveito das más condições climáticas na Grande Idlib, que groundeou a Força Aérea Árabe Síria (SyAAF) e as Forças Aeroespaciais Russas (VKS).

No entanto, os grupos terroristas não levaram em conta o poder de fogo da artilharia da SAA. Segundo fontes pró-governo, a força de artilharia desempenhou um papel fundamental repelindo o ataque.

Apesar do fracasso, o HTS e seus aliados podem lançar mais ataques nos próximos dias. Os grupos terroristas precisam desesperadamente de qualquer “vitória” depois de perder mais de 40 cidades para o SAA no início deste mês.

Situação no sul de Idlib após a tentativa de ataque dos terroristas contra o Exército Sírio

O mapa fornece uma visão geral da situação militar no sul de Idlib após a tentativa fracassada de 28 de dezembro por Hayat Tahrir al-Sham e seus aliados de recapturar as cidades de Al-Teh e Jarjanaz.

  • Com informações Reuters, STF Analysis & Intelligence via redação Orbis Defense Europe.




Be the first to comment on "Forças russas na Síria repelem grande série de ataques de militantes apoiados pela Turquia em Idlib"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*