Fuzileiro Naval homenageado e condecorado com a Medalha Almirante Tamandaré

Imagem via pàgina dos Veteranos dos Fuzileiros Navais.

No dia do Marinheiro nada mais justo que homenagear o Soldado Fuzileiro Naval Maycon Mateus Costa Teixeira , que perdeu a perna ao confrontar uma tentativa de  invasão de marginais na Base Naval de Val-de-Cães, em Belém, PA. O Fuzileiro Naval Costa foi condecorado com a medalha Almirante Tamandaré nesse dia 13 de dezembro, na cerimônia do dia do Marinheiro.

Após a reação dos soldados houve troca de tiros. Dois criminosos foram baleados e vieram a óbito no local. O terceiro assaltante fugiu. O Fuzileiro Naval Maycon Mateus Costa Teixeira foi atingindo na perna. Ele foi socorrido e levado ao Hospital Naval de Belém para receber atendimento médico.

Vamos dar nossos hurras e Bravo Zulu ao nosso  guerreiro. Adsumus!

O Fuzileiro Naval ficou gravemente ferido apòs confronto com três criminosos, que tentaram invadir e assaltar a Base Naval de Belém, na madrugada desta quarta-feira dia de novembro, por volta das 3h da manhã. De acordo com as investigações, o local, na Rodovia Arthur Bernardes, em Val-de-Cans, em Belém, foi invadido para o roubo de armamentos.

De acordo com as primeiras informações da Marinha do Brasil, na ação, três homens abordaram dois militares que trabalhavam na segurança da área. Houve troca de tiros, onde dois criminosos foram atingidos e vieram a óbito. O terceiro acusado fugiu.

No dia seguinte do ocorrido, o Comandante da base, o Vice-Almirante Newton, falou com a imprensa pela tarde, e disse que os militares foram vítimas de uma emboscada. Um soldado ficou ferido no tiroteio e um bandido conseguiu fugir. Segundo o vice-almirante, aquela região também abriga uma vila naval, onde moram militares e suas famílias, e por isso, preocupa ainda mais que tenha sido alvo de uma ação criminosa.

Sobre o militar baleado, o comandante informou que ele ficou ferido no ombro e no tornozelo, com fratura exposta e rompimento de alguns vasos neste ferimento da perna, que foi o mais grave. “Ele passou por uma operação um pouco sensível e estamos acompanhando de perto, também pela parte psicológica, pois eles passaram por um trauma muito grande no momento da ação”, disse o oficial. Segundo a Marinha, o fuzileiro foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) e encaminhado para atendimento médico no Hospital Naval de Belém. Em seguida, ele foi transferido ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, referência em trauma por arma de fogo. 

Por fim, o vice-almirante Newton disse que a Marinha agirá sempre com os recursos que tem para proteger suas bases e seus militares.

 “Nossa intenção não é matar ninguém, obviamente, mas numa situação como essa, não tem como dosar uma reação. Vamos estar preparados, como sempre estivemos preparados. Se entrarem numa região militar, é bom que saibam que estamos preparados para nos defender, tanto a nós, como as pessoas que estão em serviço”, finalizou.

“A ousadia surpreende, porque eles sabem que ali terreno é vigiado. Mas nós não vamos negligenciar e perder armas ou pessoas. Como militares, vamos nos defender”, disse o Vice-Almirante Newton de Almeida Costa, Comandante do 4º Distrito Naval, após dois homens que tentaram assaltar a Base Naval de Val de Cães morrerem em uma troca de tiros com militares na madrugada desta quarta-feira (16).

  • Com informações via Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais (Mauro Coimbra) via redação Orbis Defense Europe.




Be the first to comment on "Fuzileiro Naval homenageado e condecorado com a Medalha Almirante Tamandaré"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*