Grupo de combate do USS Ronald Reagan em manobras com navios australianos e japoneses no mar das Filipinas

O Ronald Reagan Carrier Strike Group e unidades da Força de Autodefesa Marítima do Japão (JSMDF) e da Força de Defesa Australiana (ADF) participam de exercícios trilaterais apoiando objetivos compartilhados de paz e estabilidade, enquanto aprimoram a segurança regional e o direito de todas as nações ao comércio. Foto via U.S. Navy.

O Ronald Reagan CSG (Carrier Strike Group) agora está operando em conjunto com forças navais australianas e japonesas no Mar das Filipinas em um grande exercício trilateral envolvendo nove navios, uma ala aérea e outras aeronaves diversas conforme anunciado pela U.S. Navy nessa terça, dia 21.

O CSG Reagan estava operando com o Nimitz CSG em uma série de exercícios no Mar das Filipinas e no mar da China Meridional, e agora está trabalhando com um destróier japonês e uma força-tarefa australiana liderada por um de seus dois navios de assalto anfíbios. .

O Ronald Reagan CSG inclui o Carrier Air Wing 5, o cruzador de mísseis guiados da classe Ticonderoga, USS Antietam (CG-54) e o destróier de mísseis guiados da classe Arleigh Burke, USS Mustin (DDG-89).

O Grupo de Tarefas Conjunto das Forças de Defesa da Austrália inclui o HMAS Canberra (L02), o HMAS Hobart (DDG 39), o HMAS Stuart (FFH 153), o HMAS Arunta (FFH 151) e o HMAS Sirius (O 266). A Força de Autodefesa Marítima do Japão enviou JS Teruzuki (DD 116).

O exercício começou em 19 de julho e, embora a Marinha não tenha listado quais atividades serão realizadas, o comunicado de imprensa observa que isso reflete “um ambiente de combate de domínio em todos os domínios” e permite que as forças aumentem sua prontidão e interoperabilidade.

O destróier da Marinha Real Australiana HMAS Hobart (DDG 39), à esquerda, a fragata HMAS Arunta (FFH 151), o navio de desembarque de helicópteros HMAS Canberra (L02), o navio de reabastecimento de frota HMAS Sirius (O 266), o navio de o porta-aviões USS Ronald Reagan (CVN 76), o cruzador de mísseis guiados USS Antietam (CG 54), o destróier da Força de Autodefesa Marítima do Japão JS Teruzuki (DD 116) e o HMAS Stuart (FFH 153) formaram vapor durante uma trilateral exercício. Foto via U.S. Navy.

Separadamente, as forças da Marinha e da JMSDF estão realizando um exercício de guerra contra minas na costa do norte do Japão nesta semana.

O Exercício de Guerra contra Minas (MIWEX) 2JA 2020 começou em 20 de julho e é o 39º exercício bilateral de exploração de minas EUA-Japão que as duas marinhas realizaram.

O exercício inclui detecção, caça e varredura de minas e também trabalha com a capacidade das duas marinhas de coordenar e compartilhar informações durante essas atividades.

O Japão enviou um grande contingente ao exercício: varredores de minas da classe Uraga JS Uraga (MST-463) e JS Bungo (MST-464); varredores de minas JS Awaji (MSC-304), JS Hirado (MSC-305), JS Miyajima (MSC-690), JS Enoshima (MSC-604), JS Chichijima (MSC-605), JS Naoshima (MSC-684), JS Ukushima (MSC-686), JS Sugashima (MSC-681) JS Aoshima (MSC-689), JS Takashima (MSC-603), JS Yakushima (MSC-602), JS Shishijima (MSC-691) e JS Kuroshima(MSC-692); e aeronaves P1 e P-3C.

A Marinha dos EUA enviou navios de contramedidas de minas da classe Avenger, USS Patriot (MCM-7) e USS Pioneer (MCM-9) – dois dos quatro MCMs baseados em Sasebo, Japão – e os funcionários do Esquadrão de Contramedidas de Minas 7.

As manobras conjuntas entre EUA e Japão são consideradas também como uma homenagem devido ao 60º aniversário do tratado de cooperação e segurança mútua entre os Estados Unidos e o Japão.

Os Estados Unidos e o Japão criaram um relacionamento construído em uma visão compartilhada de um Indo-Pacífico livre e aberto, e realizam regularmente exercícios e operações para fortalecer a adesão regional às normas internacionais.

  • Com informações da U.S. Navy e textos adaptado de Megan Eckstein para o USNI News via redação Orbis Defense Europe.




Be the first to comment on "Grupo de combate do USS Ronald Reagan em manobras com navios australianos e japoneses no mar das Filipinas"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*