Incidente entre Commandos Austríacos e Polícia de Fronteira turca na Grécia

EKO COBRA, é a unidade commando contraterrorista da Polícia Federal Austríaca. Imagem ilustrativa com foto de Axel Springer.

Um incidente muito tenso entre policiais turcos e Commandos Austríacos  (Einsatzkommando Cobra) aconteceu na fronteira da Grécia, na noite de terça-feira (17) para quarta, enquanto as forças de fronteira europeias lutam para conter dezenas de milhares de migrantes ilegais, que estão tentando a meses invadir o territòrio grego para se espalharem pela Europa.

Treze militares comandos da unidade de elite das forças especiais da Áustria, a Força COBRA, patrulhavam a fronteira greco-turca em um carro blindado quando a polícia de fronteira turca cruzou com os mesmos do outro lado da fronteira, e, começaram a proferir insultos e ameaças pelo sistema de som do veìculo blindado em uso.

Os militares turcos chegaram a disparar duas granadas fumìgenas contra o veìculo austríaco do outro lado da fronteira. E em breves momentos, os militares turcos apontaram armas ao veìculo austríaco, ameaçando efetuar disparos diretos.

Os militares turcos bradavam com eles através da cerca. “O que você está fazendo aqui? Este não é o seu país!

Os oficiais austríacos mesmo orientados pelos superiores a não retribuir provocações, responderam também apontando suas armas e gritando no sistema de som do veìculo: “Estamos defendendo a fronteira européia”.

De acordo com o relato de um dos militares austríacos, eles pararam o veìculo para atender a sinais de farois do veìculo turco, acreditando que esses desejavam se comunicar com fins profissionais.

Os militares austríacos declararam para colegas gregos que; caso os militares turcos efetuassem disparos, eles seguiriam o protocolo e responderiam com a mesma intensidade.

O incidente aconteceu ao mesmo tempo que milhares de migrantes efetuavam mais um ataque com bombas de gas lacrimogênio, em uma tentativa de invasão ao ao posto de fronteira de Kastanies, em Evros.

A unidade estava patrulhando a região de Evros, que tem sido um ponto de inflamação pela violência desde que o presidente da Turquia, Recep Erdoğan, anunciou que seu país não impediria mais os migrantes de cruzarem o território turco, em um esforço para entrar na Europa ilegalmente pela fronteira grega no final de fevereiro.

Desde então, o pessoal de segurança grego teve que enfrentar batalhas diárias com dezenas de milhares de migrantes que tentavam violar a cerca da fronteira, muitas vezes com a ajuda da polícia turca, que distribuiu gás lacrimogêneo para uso contra os gregos em ações ofensivas.

Várias nações européias, incluindo a Áustria, enviaram ou se comprometeram a enviar forças adicionais para reforçar a fronteira grega a pedido do governo grego, incluindo todos os países do grupo Visegrád (República Tcheca, Hungria, Polônia e Eslováquia). Os militares do COBRA austríaco chegaram à Grécia na semana passada e começaram imediatamente a efetuar patrulhas na fronteira.

Apenas algumas horas após o quase confronto entre os austríacos e os turcos, a polícia turca voltou a usar bombas de gás lacrimogêneo e fumaça contra a força de fronteira perto da fronteira com as Kastanies, em um esforço para ajudar cerca de 500 migrantes a atravessar.

A Grécia informou que aproximadamente 53.000 migrantes foram impedidos de entrar ilegalmente na Europa desde o início da crise.

A Áustria mostrou sua solidariedade com a Grécia na frente da crise migratória, enviando uma Unidade Tática de Operações Especiais, a EKO COBRA, para patrulhar a fronteira grega com os Evros nos últimos dias.

Considerada uma das melhores unidades das Forças Especiais do mundo, a austríaca EKO COBRA está prestando assistência às forças gregas, impedindo a entrada de imigrantes ilegais no território grego.

O veículo especial da EKO COBRA é instalado com câmeras térmicas e sistemas de rastreamento que devem desempenhar um papel decisivo na “blindagem” da fronteira grega.

“A Áustria contribuirá com assistência adicional imediata à Grécia. Devemos fazer de tudo para manter fechada a fronteira grega com a Turquia e não ceder à peça de Erdogan ”, disse Kurz ao primeiro-ministro grego Kyriakos Mitsotakis.

  • Com informações Greek City Times, Proto Thema Greece, Nic Athens, STF Analysis & Intelligence e Reuters via redação Orbis Defense Europe.




Be the first to comment on "Incidente entre Commandos Austríacos e Polícia de Fronteira turca na Grécia"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*