Irã realiza seu maior exercício de defesa aérea em larga escala

Em 22 de novembro, o Irã iniciou exercícios de defesa aérea em larga escala, codinome “Modafe’an-e Aseman-e Velayat 98” (Sky-98 dos Guardiões do Velayat). Esse é o maior exercício realizado em sua era de forças armadas modernas, superando mesmo as mobilizações da época da guerra Irã X Iraque nos anos 80! Além da gigantesca quantidade de pessoal empenhado e do emprego de equipamentos modernos, muitos considerados equipamentos de ponta que podem se comparar em “alguns aspectos”, aos similares ocidentais e russos de ultima geração.

De acordo com fontes iranianas, o exercìcio se concentra na capacitação de resposta rápida das forças defensivas e na capacidade de implantar rapidamente sistemas de mísseis, radar e artilharia após as operações, comunicação segura e multicamada entre sistemas de defesa, comunicação adequada entre equipamentos e forças operacionais e a rede de vigilância de radares e sensores diversos.

Foram também conduzidos exercìcios com voos não tripulados de inteligência e identificação na zona de combate geral, invasão de aeronaves de combate e ações táticas e defensivas contra aeronaves de ataque, sob a orientação da rede integrada de defesa aérea do país, foram outras medidas nessa etapa do treinamento aéreo.

As operações de reabastecimento aéreo na zona de combate também foram conduzidas com a orientação dos Oficiais de Controle de Fronteiras da Defesa Aérea, praticando processos de defesa aérea, incluindo a detecção, interceptação e ataque eletrônico de sistemas de defesa aérea nesta fase da perfuração.

A série de exercìcios que começou no dia 22 de novembro ainda não terminou, aparentemente não tem previsão de encerramento para os pòximos dias e tenciona ser também uma grande propaganda de prontidão e capacidade para a disuasão de intenções de ataques israelenses e/ou de uma possìvel coalizão liderada pela Aràbia Saudita com a participação dos EUA mesmo que como coadjuvante operacional.

Entre os diversos equipamentos empregados estão sistemas russos jà conhecidos do grande publico como o S-300, mas o grande destaque são os sistemas como o Khordad 15, um sistema de mísseis terra-ar projetado e construído pelo Irã. O sistema foi revelado ao público em 9 de junho de 2019 em um discurso feito pelo ministro da Defesa iraniano Amir Hatami em Teerã, Irã. O sistema foi desenvolvido pela Organização das Indústrias de Aviação do Irã.

Em outras fotos pode-se identificar o Talaash, que é um sistema de mísseis ar-ar móvel de longo alcance iraniano, lançado em novembro de 2013. Ele foi projetado para disparar o míssil Sayyad-2, mas também pode ser usado para disparar o Sayyad-3. O radar de controle de incêndio usado pelo sistema Talaash é um radar de matriz faseada 3D Hafez.

Outro facilmente identificàvel é o “Mersad”, um sistema iraniano de defesa aérea de baixo a médio alcance, desenvolvido em 2010. Ele dispara mísseis Shahin, que são versões de engenharia reversa e atualizadas, dos mísseis superfície-ar americanos MIM-23 Hawk. Ele usa uma série de radares e dispositivos eletrônicos produzidos internamente no Irã.

Também foram usados varios “HESA Karrar”, um drone-alvo iraniano a jato, fabricado pela Iran Aircraft Manufacturing Industrial Company desde 2010. O Karrar é um derivado do drone-alvo Beechcraft MQM-107 Streaker da década de 1970, provavelmente incorporando elementos do Skua sul-africano, com hardpoints adicionados para munições.

Por enquanto a agência nacional de noticias IRNA do Irã apenas divulgou fotos e prometeu videos para breve.

  • Com informações da IRNA Irã e STF Analysis e Intelligence via redação Orbis Defense Europe.


Be the first to comment on "Irã realiza seu maior exercício de defesa aérea em larga escala"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*