Turquia desloca MBT’s Leopard no sul de Idlib e comboios de apoio são atacados

Os MBT Leopard II A-4 são considerados um dos melhores do mundo, porém sofreram pesadas perdas no campo de batalha da Syria. Imagem ilustrativa via Turkish Army.

Nesse 17 de outubro, um comboio das Forças Armadas da Turquia foi atingido por um ataque pesado de militantes da vila de Maaret-El-Uliya em Idlib. O ataque pegou os militares turcos de surpresa pois acreditava-se que a região estava sob controle de grupos militantes pró-turcos.

De acordo com o diário turco Milliyet, um comboio de 70 veículos, consistindo de tanques (MBT Leopards) e artilharia, cruzou a fronteira na quinta-feira e entrou em Idlib. O comboio militar foi enviado especialmente para os pontos de observação turcos em Idlib.

O comboio, ao ser atingido, estava realizando medidas para se retirar do território do posto de observação na aldeia de Murek, que está sob controle do Exército Árabe Sírio (SAA).

Segundo fontes pró-governamentais, o possível objetivo do bombardeio poderia ser uma tentativa de acusar a SAA (Syrian Arab Army – forças legalistas) de não garantir a segurança dos turcos durante a sua evacuação do território controlado pelas SAA(Forças legalistas de Bashar el Assad).

Assim, as forças interessadas estão tentando impedir a retirada dos militares de Ancara. A Turquia culpa a SAA pelo bombardeio.

Nestes dias, Ancara tem se preparado ativamente para a retirada das forças dos postos de observação dos distritos anteriormente liberados pela SAA.
Nos dias que antecederam isso, no entanto, as Forças Armadas Turcas (TSK) realizaram um grande deslocamento militar para a província de Idlib, no noroeste da Síria, após meses de relativa calma na região.

Além da implantação pesada, os militares turcos também começaram a construir uma nova base militar na parte sul de Idlib, relatou o diário.

No dia 17 de outubro, o ataque foi atribuído ao Exército Árabe da Síria pelo Observatório Sírio de Direitos Humanos (SOHR) baseada no Reino Unido.

Fontes do SOHR disseram que um caminhoneiro foi morto na estrada internacional perto da cidade de Saraqeb, quando as forças do regime dispararam contra caminhões civis alugados usados ​​para transportar equipamentos do posto turco “Murek”, ao norte de Hama.

Caminhões sírios entraram na área de Al-Tarnaba e seguiram para Saraqeb para chegar à rodovia internacional Damasco-Aleppo “M5”.

Fontes confiáveis ​​acabaram de dizer ao SOHR que as forças turcas, estacionadas no posto de observação Murek em áreas controladas pelo regime no interior do norte de Hama, começaram a desmontar o posto de observação, em preparação para deixá-lo.

É importante notar que o posto de observação em Murek é o maior posto militar turco no norte de Hama e os turcos estão estacionados lá há quase dois anos e quatro meses.

Turquia desloca MBT Leopard no sul de Idlib

Em 18 de outubro, as Forças Armadas turcas implantaram uma grande unidade blindada na região da Grande Idlib, no noroeste da Síria.

A unidade, que consistia em vários tanques de batalha (MBT) Leopard 2A4, veículos blindados Kirpi e Vuran, posicionou-se na cidade de Josef, na zona rural do sul de Idlib. A cidade está localizada ao sul da rodovia M4, que liga Lattakia e Aleppo.

As Forças Armadas turcas podem estar planejando estabelecer um posto em Josef. No início desta semana, um novo posto foi estabelecido perto da cidade de Qoqfin, no sudoeste de Idlib.

O aumento do contingente militar no sul de Idlib coincide com relatos de uma quase retirada turca de um posto sitiado pelas forças do governo sírio no norte de Hama.

As forças turcas estão se preparando para se retirar do posto, que fica próximo à cidade de Murak. O processo de retirada começará dentro de 48 horas.

A situação na Grande Idlib permanece longe de ser estável. Os militantes restantes na região estão violando o acordo de 5 de março regularmente. As forças turcas não estão fazendo nada para impedir essas provocações. Em breve, isso pode levar a uma nova escalada.

Abaixo, imagens feita por populares na região:

  • Com informações do Observatório Sírio de Direitos Humanos (SOHR) e STF Analisys & Intelligence via redação Orbis Defense Europe.





Be the first to comment on "Turquia desloca MBT’s Leopard no sul de Idlib e comboios de apoio são atacados"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*